Notícia


22/2/2018 | Aquisição

Skylane Optics estuda aquisição de ativos das BrPhotonics


BrPhotonics (BrP) foi criada a partir de joint venture entre o CPqD e e o grupo GigPeak, mas será descontinuada. Empresas demonstram interesse na compra

A BrPhotonics (BrP), empresa criada a partir de joint venture entre o CPqD e o grupo norte-americano GigPeak e também sócia da Finep, nasceu em 2014 para ser uma grande competidora global na área de dispositivos para sistemas avançados de comunicações ópticas.

Seu desenvolvimento envolveu a transferência de conhecimento, de propriedade intelectual e até de uma linha de produção instalada nos Estados Unidos (trazida para o Brasil) para atuar no mercado de dispositivos fotônicos e microeletrônicos para sistemas de comunicações ópticas de alta velocidade (acima de 100 Gb/segundo).

No entanto, a empresa será descontinuada e receberá propostas fechadas de interessados até o dia 28 de fevereiro. A Skylane Optics é uma das interessadas nas instalações industriais da BrP, principalmente na linha de dispositivos fotônicos integrados, em substrato de polímero e em silício, o receptor em silício, e o laser sintonizável de cavidade externa. A empresa está capacitada para fazer todo o processo fabril e produzir cerca de 1000 chipsets por mês.

A fábrica em Campinas fornece às operadoras de telecomunicações os dispositivos que integram os transmissores e receptores ópticos das redes de transmissão de 100 Gbps até 1 terabit por segundo (Tbps), em redes de fibra óptica de longa distância ou metropolitanas (metro) e para prover conectividade em cloud computing. A BrP contou com RS$ 70 milhões de investimentos do governo e oficialmente apenas outros dois países fabricam esse chipset: Cingapura e a Bélgica, país de origem da Skylane Optics.


Fonte: https://www.itforum365.com.br